Reflexões sobre Ética
e Deontologia do Jornalismo

Publicado em 20 de dezembro de 2016
por Welington Gonzaga
Reflexões sobre Ética <br>e Deontologia do Jornalismo
# Jornalismo #
1
O que é ética? A formulação de um conceito próprio sobre esse termo é algo desafiador. As pessoas normalmente sabem identificar o que é ético, mas enfrentam dificuldades para definir esse termo. Talvez porque haja uma grande possibilidade de entendimentos e interpretações sobre o que vem a ser algo ético. Parece ser algo subjetivo demais para ser definido.

A palavra ética, de acordo com o Dicionário Aulete Online, pode ser entendida como uma “parte da filosofia que trata das questões e dos preceitos que se relacionam aos valores morais e à conduta humana“. Ou, ainda, pode ser usada para definir um “conjunto de princípios, normas e regras que devem ser seguidos para que se estabeleça um comportamento moral exemplar“. É simples e ao mesmo tempo complexo entender a ética.

De maneira limitada podemos compreender que éticos são os comportamentos adequados e aprovados socialmente, assim como as ações e os posicionamentos vistos como positivos por uma coletividade. Quando o conceito de ética passa a ser aplicado a uma categoria profissional, como a dos comunicadores, por exemplo, trata-se de deontologia. Esse é definido pelo dicionário como um “conjunto de normas e procedimentos próprios de uma determinada categoria profissional que, seguido pelos seus membros, serve para garantir a uniformidade do trabalho e a ação do grupo“. Assim, quando falamos em deontologia da comunicação estamos nos referindo, principalmente, às questões éticas que implicam o trabalho do jornalista.

O Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros (acesse a íntegra aqui), em seu artigo 1º, deixa claro que sua base está no “direito fundamental do cidadão à informação, que abrange o direito de informar, de ser informado e de ter acesso à informação“. A ética, nesse contexto, é um pressuposto básico para a realização do bom jornalismo.

A postura de um profissional reflete sempre na qualidade de seu conteúdo e, consequentemente, determina a credibilidade obtida perante o público (e também aos demais colegas da área). O jornalista que trabalha dentro dos padrões éticos estabelecidos para a profissão tende a conquistar a confiança de seu público e, consequentemente, tende a ter boa reputação. A atuação responsável de um jornalista é uma exigência básica. Por isso, diante de casos em que o profissional falta com a ética, há a necessidade de punir seu comportamento.

O inciso II do artigo 4º do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros diz que “a produção e a divulgação da informação devem se pautar pela veracidade dos fatos e ter por finalidade o interesse público“. A partir dessa informação, se analisarmos o caso em que a jornalista Milly Lacombe foi processada por Rogério Ceni (veja vídeo abaixo) após dizer num programa de TV ao vivo que o goleiro havia falsificado uma assinatura em um importante documento, podemos concluir que a profissional faltou com o princípio básico do compromisso com a verdade dos fatos. Como a divulgação de uma informação imprecisa ou não-verdadeira é passível de punição, digamos que a determinação da justiça para que Milly indenizasse o jogador em cerca de 60 mil reais teria sido coerente.

O caput do artigo 4º do Código de Ética dos Jornalistas destaca que “o compromisso fundamental do jornalista é com a verdade no relato dos fatos, razão pela qual ele deve pautar seu trabalho pela precisa apuração e pela sua correta divulgação“. O profissional ético não divulga boato como se fosse fato, por isso é preciso realizar uma apuração criteriosa embasada em fontes que tenham credibilidade. O cuidado deve ser também para não desrespeitar a intimidade, a privacidade, a honra e a imagem dos cidadãos. Matérias jornalísticas irresponsáveis podem impactar negativamente a vida de uma pessoa, causando danos irreversíveis e irreparáveis.

Um Comentário

  1. Welington Gonzaga disse:

    Deixe sua opinião aqui nos comentários. O que significa ética para você? O que define um comportamento ético aplicado ao jornalismo?

Deixe seu comentário