O mundo sem computador e internet

Publicado em 16 de outubro de 2016
por Welington Gonzaga
O mundo sem computador e internet
# Comunicação #
1
As transformações da comunicação ocorridas desde a invenção do computador impactaram totalmente nas relações humanas. Isso aconteceu em escala global nas atividades pessoais e profissionais. Hoje tudo pode ser realizado através da internet. Qualquer indivíduo consegue usar as ferramentas tecnológicas graças à interface gráfica amigável. Mas seria possível imaginar o mundo sem essas tecnologias? Como seria o cenário jornalístico? Como as pessoas buscariam informações sem o online? Qual seria o papel do público se a tecnologia não tivesse avançado tanto?

O impacto das tecnologias digitais foi avassalador. Mudou tanta coisa no mundo que muitas pessoas nem mesmo lembram como viviam ou trabalhavam antes da internet, do computador pessoal e do celular. Além dos recursos disponibilizados por essas tecnologias, o que impressiona é a rapidez pela qual as transformações ocorreram. Desde meados da década de 1990 até os dias atuais se passaram apenas 20 anos. Mas a dinâmica das atividades humanas mudou tanto que os indivíduos têm a impressão de que se passaram séculos. Os especialistas, por sua vez, dizem que essas mudanças ainda são apenas o começo…

O nível de dependência dos dispositivos eletrônicos e da internet é enorme. Tanto que fica difícil imaginar o mundo sem essa conexão mundial. Apenas filmes e seriados de TV ousam imaginar esse mundo sem a modernidade da comunicação. Mas, ainda assim, com um ponto de vista negativo e pós-apocalíptico. Prospectar um planeta sem essas tecnologias significa imaginar o fim do mundo como o conhecemos. Isso não quer dizer que os seres humanos seriam extintos se lhes fossem retiradas as tecnologias. Mas seria necessário um grande período de nova adaptação ao analógico e ao fazer das coisas sem o uso de equipamentos eletrônicos.

O computador, a interface gráfica e a internet modificaram principalmente a comunicação. Foram mudanças que aconteceram tanto na esfera pessoal quanto profissional. O fazer jornalístico contemporâneo está totalmente dependente das tecnologias digitais. Parece impossível fazer uma pesquisa sem o uso de um buscador na internet ou, pior ainda, escrever uma reportagem sem um editor de texto? Praticamente todas as etapas do trabalho jornalístico agora dependem de um computador com internet. Se anteriormente os jornalistas precisavam apenas de um bloco de anotações e de uma caneta, hoje, o item prioritário é o celular.

O dispositivo móvel é capaz de cumprir as funções de telefone, de bloquinho, de caneta, de máquina fotográfica, de dicionário, de enciclopédia, de gravador de áudio, etc. Sem as tecnologias atuais a atividade jornalística não teria evoluído tanto. A realidade profissional seria parecida com aquela percebida nas décadas de 1970 e 1980. Era uma época em que as maiores tecnologias presentes numa redação eram máquinas de escrever e aparelhos de fax. Para visualizar esse cenário basta assistir ao filme “Ausência de Malícia (Absence Of Malice), de 1981.

Hoje parece impossível imaginar o consumo de informações sem as tecnologias. Se não houvesse internet, as pessoas ainda estariam comprando jornais em bancas ou optando por assinaturas. Se não houvesse blogs, redes sociais e sites de notícias, as pessoas ainda estariam se informando apenas por um ou outro telejornal. Sem os serviços de buscas como o Google, as pessoas ainda manteriam coleções de livros, enciclopédias e almanaques em suas casas. Talvez as bibliotecas fossem mais movimentadas já que não existiriam livros digitais e nem jornais online.

Mas se a tecnologia não houvesse avançado tanto o público continuaria passivo diante dos acontecimentos. Hoje, pelo contrário, graças à internet as pessoas são ativas tanto em relação à produção quanto ao consumo de conteúdos. Se um indivíduo possui uma opinião, um elogio ou uma crítica sobre qualquer assunto a web é capaz de lhe dar voz. A nova configuração da comunicação mudou a hierarquia que colocava o público como substrato, isto é, como a base menos importante da comunicação. São os novos tempos e suas mudanças irreversíveis!

Um Comentário

  1. Welington Gonzaga disse:

    Deixe sua opinião sobre o artigo aqui nos comentários. Como você imaginaria o mundo atual sem a internet e os dispositivos digitais? Seria possível nos adaptarmos novamente a um mundo sem as tecnologias digitais? Compartilhe suas ideias a respeito desse assunto.

Deixe seu comentário