Liberdade de pensamento na era digital

Publicado em 14 de julho de 2016
por Welington Gonzaga
Liberdade de pensamento na era digital
# Opinião #
0

Um dos princípios mais importantes da Declaração Universal dos Direitos Humanos é a liberdade de pensamento. Trata-se de uma garantia que todos os indivíduos têm de poder manifestar suas ideias e opiniões. Essa liberdade ganha novas configurações na contemporaneidade, principalmente, com a popularização da internet a partir dos anos 2000.

A rede mundial de computadores potencializou a manifestação de pensamento. Mesmo com as limitações de acesso existentes ao redor do mundo, a internet permitiu certa democratização da comunicação, dando visibilidade a vozes e opiniões até então oprimidas pelos meios tradicionais.

Se na esfera mundial a liberdade de pensamento é garantida, desde 1948, pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, no Brasil é a Constituição Federal de 1988 que reforça esse direito aos cidadãos. Mas em diversos países do mundo suas populações têm liberdade limitada (ou nenhuma) devido a diversos fatores, como regimes autoritários ou instabilidades políticas.

Atualmente, as redes sociais são usadas para manifestação de pensamentos em escala global. Além das palavras, as pessoas expressam-se através de vídeos e de imagens. Daí a popularidade de redes como o Facebook, o Twitter, o Instagram e, mais recentemente, o Snapchat. Apesar dessa liberdade, alguns usuários fazem mau uso do espaço com ofensas e com disseminação de discursos de ódio. São os chamados “haters“, que, do inglês, significaria “odiadores” ou “aqueles que odeiam”. Esses indivíduos, além das redes sociais, usam espaços de comentários de sites, por exemplo, para promoverem o desrespeito e o combate às opiniões contrárias às suas.

Embora os pontos negativos sejam mínimos em relação às enormes liberdades conquistadas na era digital, há necessidade de um empenho conjunto para educar as atuais e futuras gerações. Cartilhas e manuais de bom comportamento deveriam ser divulgados nas mesmas redes que são usadas para ofender e agredir a diversidade. As instituições de ensino – assim como as famílias – deveriam incentivar o respeito à liberdade de pensamento, de opiniões e de ideias. Afinal, é a pluralidade de pensamento que permite o avanço e o desenvolvimento da Humanidade.

__________
O Dia da Liberdade de Pensamento é comemorado em 14 de julho

Deixe seu comentário