“The Life of Pablo”, de Kanye West

Publicado em 14 de março de 2016
por Welington Gonzaga
“The Life of Pablo”, de Kanye West
# Disco da Semana #
0

Muita gente lembra do Kanye West apenas como o cara mau que roubou a cena de Taylor Swift, no Video Music Awards de 2009, dizendo que a cantora não merecia o prêmio de “melhor vídeo feminino” do ano, mas sim Beyoncé. Foi um momento constrangedor assistido por milhões de pessoas. Ou, então, Kanye West é simplesmente lembrado como o marido da Kim Kardashian – pelo menos por enquanto – com quem se casou em 2014. Mas e musicalmente? Qual música do cantor norte-americano vem na mente das pessoas comuns quando ouvem ou leem o nome dele?

Com o lançamento de seu sétimo álbum de estúdio, intitulado “The Life of Pablo“, Kanye West talvez venha a ser lembrado por algum novo sucesso. O disco foi lançado em 14 de fevereiro e, inicialmente, foi disponibilizado exclusivamente por streaming na plataforma Tidal. No site oficial do cantor é possível ouvir uma prévia de 30 segundos de cada uma das 18 faixas que compõem o álbum. Apesar do frescor do novo trabalho, pelas redes sociais o cantor já divulgou que mais um “álbum novo está chegando no verão”, ou seja, deverá ser lançada alguma novidade a partir do mês de junho, nos Estados Unidos.

Até lá, vá curtindo “The Life of Pablo”. Em apenas uma semana após o lançamento atingiu a marca de 500 mil downloads só em cópias ilegais. Quanto aos números oficiais do período não foram divulgados pela Tidal. Por isso, mesmo com sucesso de público e com elogios de críticos especializados, o álbum ainda não figurava na lista da Billboard americana mesmo após duas semanas de seu lançamento. Segundo os especialistas, é o que faltava para catapultar o sucesso do disco.

É um álbum repleto de parcerias. Há quem considere como um álbum confuso, mas tire suas próprias conclusões. Das 18 faixas existentes, 12 contam com participação de outros artistas. Destaque para “Famous”, na qual Kanye West canta com Rihanna. “Ultralight Beam” é a melhor faixa, logo na abertura do disco, principalmente por conta de um coro que permite uma boa experiência sonora. Mas para isso é preciso bons fones ou boas caixas de som. Aliás, “The Life of Pablo” não é um disco para se ouvir em qualquer saída de áudio. A qualidade das caixas de som ou do fone de ouvido é o que farão cada um gostar ou não das canções.

Deixe seu comentário