Machismo na Previsão do Tempo

Publicado em 1 de julho de 2015
por Welington Gonzaga
Machismo na Previsão do Tempo
# TV #
0

A recente mudança da Moça do Tempo do Jornal Nacional, da TV Globo, virou notícia e chamou a atenção da audiência. A chegada da jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju, foi um dos acertos do novo formato apresentado pelo telejornal mais assistido do Brasil desde 27 de abril de 2015.

O jornalista  Nelson de Sá, em análise publicada no caderno “Ilustrada” da Folha de São Paulo, de 29 de abril, escreveu que “a nova apresentadora do tempo, Maria Júlia Coutinho, que estreou há quatro meses no ‘Hora Um’ e chama a atenção, desde então, pela facilidade com que conversa, brinca. É ela quem aponta o futuro do ‘JN’“.

Apesar das mudanças ainda impera um machismo na meteorologia do telejornalismo brasileiro. Alguém tem lembrança de assistir à previsão do tempo apresentada por um homem? Por incrível que pareça, a presença exclusivamente feminina neste tipo de quadro não significa espaço conquistado pela mulher, mas, sim, machismo.

Alguns podem entender e explicar essa hegemonia feminina na previsão do tempo como um padrão estabelecido pelo telejornal no Brasil. Mas é um modelo consequente do machismo presente nos veículos de comunicação. A mulher ainda é vista como coadjuvante por muitas pessoas. Por exemplo, na bancada do Jornal Nacional, William Bonner é o “patriarca” da bancada, enquanto Renata Vasconcellos parece ser sua coadjuvante.

A maioria dos telejornais brasileiros tem um casal como âncoras. Duas mulheres? Há raras exceções e quando isso acontece a audiência machista também vê estranhamento. No JN apenas em edição especial do Dia da Mulher, por exemplo, é que duas mulheres dividem a apresentação.

Quanto ao machismo da previsão do tempo, ele se estende para outros canais. O ClimaTempo, que é um dos principais canais meteorológicos do Brasil no YouTube, também tem apenas mulheres à frente do mapa com as previsões. Até existe um homem na equipe apresentada na imagem de divulgação do canal (conforme imagem abaixo), mas ele nunca aparece fazendo as previsões com apontamentos no mapa (no formato tradicional). É assim na maioria dos telejornais da TV aberta. Praticamente todos reservam a previsão do tempo para as mulheres.

Por que isso acontece? O machismo está tão impregnado nos indivíduos que poucos fazem esse questionamento e muito menos conseguem responder à pergunta.

PRINT CLIMATEMPO

Deixe seu comentário