Força, Willy!

Publicado em 10 de julho de 2015
por Welington Gonzaga
Força, Willy!
# Bicho de Estimação #
2

O diagnóstico de câncer do animal de estimação de uma amiga veio como uma notícia devastadora.

Willy é um cachorro dos mais espertos e viajados do mundo. Quando filhote, em 2007, teve a sorte de ser adotado por uma veterinária que o levou a todos os cantos do planeta para onde foi. E mesmo quando não era possível levá-lo, tinha a preocupação de deixá-lo sob os cuidados de pessoas que lhe dessem carinho e proteção, que fossem responsáveis.

Willy sempre foi um cão de sorte. Para ele não haveria companhia melhor no mundo do que sua dona, veterinária e amiga. O apoio sempre foi via de mão dupla na relação dos dois. Olhando de fora (e de longe) era difícil saber quem cuidava de quem, quem era suporte de quem. Sempre tiveram um vínculo admirável, daqueles que servem de exemplo para muitas relações até mesmo humanas. Um amor mútuo!

Agora, com o conhecimento da doença, como estariam os sentimentos da dona e do seu bicho de estimação? Quem acompanha as notícias de longe resta apenas o envio de boas energias e orações. Mas orar por um animal, pode? – irão perguntar os mais desapegados. Claro que pode! Orar e pedir que São Francisco de Assis, protetor dos animais, evite sofrimentos e permita que Willy tenha dias felizes, mesmo com o tratamento da doença.

Em momentos assim, além da comoção pelo sofrimento de alguém querido que está na iminência de perder o seu cão, quem tem bicho de estimação também fica preocupado com a possibilidade de algo similar acometer seus animais.

O cuidado e a atenção para o comportamento dos animais – sejam cães, gatos ou quaisquer outros – devem ser constantes. Cada indivíduo deve compreender o significado da posse responsável. Carinho é o básico, mas os animais também precisam de vacinas, de limpeza, higiene, de alimentação balanceada, água pura, brinquedos e medicamentos para quando vierem a adoecer.

Que o tratamento de Willy seja bem sucedido! Que Willy ainda tenha muitos anos de vida. E que Deus coloque na Terra cada vez mais pessoas preocupadas com os animais. Que mais Luanas, Wanessas, Cleides, Zeinas existam por aí para amparar os animais. São pessoas que, mesmo que não saibam, sensibilizam ainda mais pessoas para a causa animal.

 

2 Comentários

  1. Luana Torres disse:

    Obrigada querido amigo por suas palavras confortantes, significam muito para mim. Nao sei se consigo anos a mais com ele mas estou aproveitando os poucos dias que tenho com meu amigao. Obrigada por mandar boas vibracoes e oracoes. O Willy sempre foi um cachorro energetico e saudavel.. Nao percebi a doenca ate estar espalhada em seus pulmoes e por todo seu corpo. Infelizmente cancer eh uma doenca silenciosa, que nao se mostra ate ser tarde de mais. Espero q isso alerte as pessoas a fazer seus checkups anuais e nao ignorar uma dorzinha ali, que pode ser sinal de um cancer no rim, ou em algum outro orgao.
    Obrigada pela sua amizade, mesmo que de muito longe.

    • Welington Gonzaga disse:

      Aproveita bastante cada momento com o Willy. E pense sempre que ele foi, é e será feliz com você sempre. Conte sempre comigo, perto ou longe. Um grande beijo! Fica bem!

Deixe seu comentário