Frozen: Uma Aventura Congelante

Publicado em 11 de Março de 2014
por Welington Gonzaga
Frozen: Uma Aventura Congelante
# Cinema #
0

Poucos irão discordar que “Frozen – Uma Aventura Congelante” é uma excelente animação para assistir com as crianças da casa. Mas, convenhamos, não chega a ser tão boa assim para figurar entre os filmes que mais arrecadaram em bilheteria ao redor do mundo. Muito menos para merecer um Oscar de melhor animação.

O fato de ter ultrapassado US$ 1 bilhão nos cinemas pode ser mero desdobramento da publicidade financiada pela Disney. Quanto ao Oscar, talvez seja porque desde que a categoria melhor animação foi criada, em 2001, nenhum filme da Disney tinha ganhado a estatueta. Sendo assim, veio em boa hora.

Frozen – Uma Aventura Congelante” (veja o trailer) é a segunda animação, até hoje, a conseguir ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria. Até então, apenas “Toy Story 3” tinha conseguido esse feito.

O filme “Frozen” é baseado no clássico infantil “A Rainha da Neve“, do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. O conto de fadas foi publicado pela primeira vez em 1844. Agora, a história foi atualizada pela Disney: duas irmãs que viviam felizes, juntas, na infância, acabam se afastando após um acidente. A irmã mais velha, Elsa, possui poderes mágicos, com capacidade para controlar o gelo. O afastamento é para garantir a segurança da irmã caçula, Anna. Mas, quando Elsa atinge a idade para ser coroada rainha, as duas acabam se aproximando novamente. Porém, numa noite que era para ser especial, acaba com todos descobrindo a “maldição” da nova rainha. Elsa, então, foge para as montanhas. E a aventura congelante de “Frozen” começa, a partir daí, com Anna em busca de sua irmã. Para saber como termina, é preciso ir ao cinema (e contribuir com um montante superior a US$ 1 bilhão).

Além do Oscar de melhor animação, “Frozen: Uma Aventura Congelante” também venceu na categoria melhor canção original, com “Let It Go” (ouça a música aqui).

OSCARS DE ANIMAÇÃO – Considerando que a categoria melhor animação foi criada no ano de 2001, vale lembrar quais foram as produções que já ganharam o prêmio. A Pixar, até hoje, é a maior ganhadora, pois venceu sete estatuetas: “Procurando Nemo“, em 2004; “Os Incríveis“, em 2005; “Ratatouille“, em 2008; “WALL-E“, em 2009; “Toy Story 3“, em 2011; e “Valente“, em 2013. A DreamWorks venceu com “Shrek“, em 2002, e com “Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais“, no ano de 2006. Além desses, foram agraciadas com o Oscar as seguintes animações: “Rango“, dos estúdios Industrial Light & Magic, em 2012; “Happy Feet: O Pinguim“, da Warner, em 2007; e “A Viagem de Chihiro“, da produtora Ghibli, no ano de 2003.

Deixe seu comentário