“Mimic”: quando insetos imitam predadores humanos

Publicado em 23 de Fevereiro de 2014
por Welington Gonzaga
“Mimic”: quando insetos imitam predadores humanos
# Cinema #
0

Borboletas, formigas, besouros, baratas… Embora pareçam insetos indefesos, causam pânico em muita gente. Apesar de pequenos, há quem os veja como seres perigosos e ameaçadores. E no filme “Mutação” (Mimic, 1997) é o que realmente são. Não exatamente borboletas, formigas, besouros ou baratas, mas um espécime chamado Judas.

Mesmo que na primeira meia hora do filme o telespectador não saiba de que tipo de inseto se trata, ainda assim prevalece a tensão. E com Guillerme del Toro na direção, não é de se estranhar que os insetos sejam tão grandes quanto os seres humanos. Sendo assim, há realmente motivo para pânico…

Na história, Susan (Mira Sorvino) é uma especialista em insetos que (três anos atrás) criou a espécie nova chamada Judas. O objetivo era combater baratas do esgoto de Nova York, já que essas seriam as causadoras de uma doença fatal chamada Síndrome de Strickler, que acometia crianças. Com a liberação da espécie Judas, esperava-se um controle biológico, pois o novo inseto seria geneticamente modificado para não se reproduzir e, ainda, seria capaz de excretar um fluido que exterminaria as baratas. Mas algo saiu errado!

Trata-se de uma mistura de terror com ficção científica de um Guillermo del Toro em início de carreira. Um filme úmido e escuro, que não seria muito indicado para aqueles que têm pavor a insetos. Se este não é o seu caso, reserve quase duas horas do final de semana para se assustar um pouco. Mas, tenha uma dose de paciência, pois também precisará suportar alguns clichês românticos da vida íntima da protagonista…

Deixe seu comentário